terça-feira, maio 28, 2024
HomeDestaqueAutismo: Vencendo barreiras e celebrando conquistas!

Autismo: Vencendo barreiras e celebrando conquistas!

A Prefeitura de Canaã dos Carajás realiza uma programação para promover conhecimento e os direitos das pessoas com espectro autistas

Vencer barreiras e celebrar conquistas é algo que vem sendo vivenciado no dia a dia do servidor público Wilke Lima, que foi diagnosticado há seis meses com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Mesmo com o diagnóstico tardio, Wilke teve outra compreensão da realidade, o que vem ajudando-o a ver a vida de outra forma.

Foto: Safira Pinho

“Precisamos compreender que nem todo mundo é igual, que cada pessoa tem sua especificidade e os autistas têm as suas peculiaridades da sua vida, mas que não os tornam pessoas que não têm capacidade de se desenvolver, de se tornar profissionais, de seguir uma carreira.”, ressaltou Lima.

O servidor público conta que antes não conseguia entender o porquê de não executar determinadas atividades. No entanto, hoje ele sabe das suas limitações e celebra cada conquista. “Algumas situações para mim eram muito difíceis, me jogavam em conflitos internos. Por exemplo, uma dificuldade para dirigir um carro, que algumas pessoas podem achar frescura. Mas sei que já ‘tirei a pedra da frente’, ter conseguido a minha formação superior, me tornado o profissional que sou, estou sempre estudando, batalhando. Após que compreendi as minhas particularidades, o mundo ficou melhor e ganhei mais qualidade de vida”.

Foto: Diego Barbosa

A pedagoga e vice-diretora da EMEIF Tancredo de Almeida Neves, Jeane Pereira, destaca a importância de um diagnóstico cedo para o desenvolvimento da criança, caso apresente alguns sinais como desafios em habilidades sociais, comportamentos repetitivos, fala e comunicação não-verbal. “Se você tem uma criança e apresenta a característica do Transtorno do Espectro Autista, você precisa buscar uma avaliação médica. Hoje, o que a gente vê é a própria escola que sinaliza para a família que a criança tem características que precisam ser investigadas. Mas o caminho é uma avaliação médica, que normalmente é feita ou por um neurologista, neuropediatra ou por um psiquiatra. Hoje, já existe uma facilidade maior de acesso aos especialistas, de acesso ao diagnóstico. São serviços que você encontra gratuitamente pelo SUS.”, pontua.

Foto: Diego Barbosa

A especialista destaca a importância da data. “Então o que a gente traz nesse dia é a conscientização, a gente precisa cuidar, precisa trabalhar, porque essas crianças, elas conseguem se desenvolver, ter autonomia, vão conseguir no futuro ingressar em mercado de trabalho. Elas vão conseguir ler, vão conseguir escrever outras, talvez não consiga, mas de uma certa forma elas conseguem uma certa independência. Elas conseguirão se desenvolver dentro, é claro, de suas limitações.”, enfatiza.

Foto: Diego Barbosa

Programação especial

Com o objetivo de levar a informação, promover a inclusão e o respeito às pessoas com TEA, a Prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou uma programação especial para celebrar o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril. Para isso, foram realizadas caminhadas e rodas de conversa com alunos da rede de ensino municipal, comunidade escolar e sociedade.

A escola da Vila Bom Jesus, EMEIF Raimundo de Oliveira, zona rural do município, realizou sua 7ª edição da Caminhada em alusão ao Dia do Autismo. A diretora da escola, Elizangela Sandes, contou sobre essa ação. “Essa caminhada representa o carinho e a atenção que a escola tem para com os alunos autistas e suas famílias. Reforça ainda que este ato leva toda a comunidade a sensibilizar-se para garantir o respeito e a inclusão das pessoas com TEA.”, destacou Sandes.

Foto: Diego Barbosa

A escola conta com 15 alunos matriculados com TEA que participam das aulas em salas regulares e são incluídos no atendimento da sala de recurso multifuncional no contraturno.

No período da tarde, a EMEIF Tancredo de Almeida Neves, localizada no Centro, junto com outras escolas, fez uma caminhada com os alunos, professores, familiares dos estudantes em frente ao lago da Prefeitura, levando cartazes e balões azuis com mensagens de respeito e inclusão às pessoas com TEA. Após o ato, foi realizada uma roda de conversa com especialistas, pais de alunos com autismo, comunidade escolar, além de apresentações artísticas.

Nesta quarta-feira (03), a programação seguiu com uma caminhada que reuniu servidores, pais e alunos do Nei Edson Pedro da Silva. No trajeto da escola até o Centro Administrativo Municipal, as cores e os sorrisos tornaram o momento especial. O evento abordou a luta pela inclusão e conscientização da população acerca do TEA.

Foto: Diego Barbosa

No encerramento, a emoção tomou conta dos profissionais da educação e dos pais, que contaram suas experiências com as crianças por meio da Rede de Apoio no Município.  “Meu filho sofria rejeição até pela nossa própria família, e o que não encontramos lá fora, a escola ofereceu para ele. Com muito amor e respeito, o nosso filho avançou muito, não temos palavras para agradecer.”, declarou Ana Silva, mãe de Nicolas, aluno com TEA.

Atendimento às pessoas com TEA

As pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), recebem atendimento da  Prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que tem a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência que juntamente com toda equipe do SUS, disponibiliza o atendimento integral, desde a consulta para investigação de possível diagnóstico, ao atendimento terapêutico multiprofissional, todos os atendimentos de saúde necessários.

O SUS tem convênios com clínicas que prestam serviço terceirizado, como o Centro TEA, que atende a faixa etária de 02 a 13 anos e 11 meses.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) disponibiliza uma equipe multiprofissional para atender no Centro de Atendimento Educacional Especializado Viver e Conviver. Este tem como objetivo garantir o Atendimento Educacional Especializado aos alunos com Deficiência, Transtorno Global do Desenvolvimento, Transtorno do Espectro Autista e Altas Habilidades/Superdotação.

No caso de pessoas com TEA que são encaminhadas para o Centro Transtorno do Espectro Autista (TEA), é realizado um atendimento multiprofissional com psicologia, musicoterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, pedagogia e educação física. No entanto, cada paciente vai receber um plano terapêutico singular diante da realidade de cada um.

Atualmente, são atendidas 340 pessoas com TEA na Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, além de alunos no Centro de Atendimento Educacional Especializado Viver e Conviver.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular