terça-feira, maio 28, 2024
HomeArteFestival Literário e Artístico de Canaã dos Carajás recebeu mais de 60...

Festival Literário e Artístico de Canaã dos Carajás recebeu mais de 60 mil visitantes

Valorização e proteção da Amazônia foi tema da quarta edição da feira

Festival Literário e Artístico de Canaã dos Carajás (Flacc) encantou os visitantes por meio do amor pela arte e cultura em defesa da amazônia. O evento é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Educação. A feira recebeu mais de 60 mil visitantes e movimentou diferentes setores da economia local, contribuindo para a formação de leitores, valorizando artistas, escritores e educadores. O Flacc aconteceu entre os dias 16 e 19 de novembro.

A feira contou com diversas atividades, como contação de histórias, apresentações culturais, oficinas de leitura e escrita, bate-papos com autores, além de exposições de livros e obras de arte. Entre os participantes, estavam crianças, jovens, adultos e idosos, que aproveitaram para conhecer novos autores e obras, além de interagir com outros amantes da leitura. 

Medalha Grazianne Medina e Troféu Arara Azul reconhecem entusiastas da educação canaense

Nessa edição, duas personalidades foram condecoradas com a Medalha Grazianne Medina. Alaíde Leandro da Silva e Maria Cristina Santos dos Reis dividiram o prêmio. Alaíde desenvolveu o projeto “DMAT- Integração”, que objetiva proporcionar vivências interativas e lúdicas entre adolescentes por meio da socialização de saberes no campo das unidades temáticas das Artes. Maria dos Reis é a autora do trabalho “Despertando o interesse pela Ciência e a Matemática: Gamificação de aprendizagem para alunos do 5º ano”.

A “Medalha Grazianne Medina” foi instituída em 2021 e é concedida a pessoas físicas e jurídicas atuantes na cidade de Canaã dos Carajás que realizam projetos sociais ou se destacaram como membros ativos da comunidade local, contribuindo para o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida, seja na área da educação, economia, meio ambiente, infraestrutura, esporte e lazer, cultura, entre outras. 

Já o Troféu Arara Azul dessa edição foi conquistado por Celeste Mendes. Ela desenvolveu a obra intitulada “O Refúgio da Arara Azul”, um conto onde ela defende a preservação do meio ambiente, em especial a Amazônia e das araras-azuis. O Troféu Arara Azul é uma distinção concedida a produções literárias escritas por residentes de Canaã dos Carajás, no Pará. Seu objetivo é celebrar o autor e sua obra publicada, ao mesmo tempo que reconhece a qualidade do trabalho de todos os profissionais envolvidos na criação e produção da obra. Organizado por um Comitê e um Conselho Curador designados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Cine Amazônia foi novidade na feira

O Flacc diversificou sua programação com o Cine Amazônia, apresentando filmes, curtas e documentários direcionados ao público estudantil de diversas faixas etárias. Com o tema “Imaginário Amazônico: Entre o Real e o Fantástico”, a jornada cinematográfica mergulhará nas histórias, lendas, mitos e narrativas que representam a cultura amazônica.

Para a professora Lucivânia Borges, “É uma experiência muito boa. Aqui é tudo muito organizado, muito bonito. O Flacc é um projeto muito bonito, que ensina muito também as crianças, os valores, tudo, tudo, tudo. E é um trabalho muito bonito. Aqui realmente você tem que trazer seus filhos para estar incentivando cada dia mais e mais e mais.”, afirmou.

Floresta Encantada foi um dos destaques da feira

Entre as novidades do evento, a Floresta Encantada levou os visitantes a uma imersão em um mundo de fragrâncias amazônicas, lendas, e literatura. Unindo a paixão pela fauna e flora, experiências sensoriais e sustentabilidade, 13 escolas do município criaram um belíssimo ambiente a partir de materiais recicláveis coletados pelos próprios alunos das escolas do campo e núcleos de educação infantil. 

Em sua primeira participação no Flacc, Ana Vitória Viana dos Santos, de 13 anos, ficou entusiasmada com o local. Ela falou da importância em preservar o meio ambiente: “estão queimando muito as florestas, desmatando, estão jogando muitos lixos nos rios. Porque a água é uma coisa importante para nós também.”, disse.

Painéis com a participação de autores e personalidades locais movimentaram o evento

Para abrilhantar ainda mais o evento, escritores e intelectuais de todo o país realizaram oficinas, apresentaram suas obras e participaram de rodas de conversas. Entre os canaenses, a programação recebeu Junior Vaz, Manoel Raimundo Franco e Francisco Bonfim Alcobassa, que lançaram seus livros na feira. Clara Antonela Andrade, Gabi Silva, Edleuza Ribeiro dos Santos, Elone Fleck e Antônia Rodrigues de Lima mostrarão seus trabalhos aos visitantes.

Escritores indígenas participam de roda de conversa

Entre os convidados, Daniela Chindler, Lalau e Laurabeatriz, Márcia Kambeba, Marçal Aquino, Roni Wasiry Guará, Uendy Feitosa, Valéria Pimentel e Antônio Juraci Siqueira mostraram seu engajamento pela literatura ao apresentarem suas obras ao público.

Veja imagens do evento do Festival Literário e Artístico de Canaã dos Carajás 2023 sob o olhar do fotógrafo Diego Barbosa

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular