quarta-feira, abril 17, 2024
HomeDestaqueJosemira determina a instalação de porta com detectores de metais e concertina...

Josemira determina a instalação de porta com detectores de metais e concertina nos muros para aumentar a segurança nas escolas

Na tarde da última segunda-feira (10), ela reuniu-se com o tenente Dantas, da Polícia Militar, acompanhada dos secretários de governo, educação e segurança pública viária, Roberto Andrade, Leonardo Cruz e Lázara Almeida, respectivamente, da assessora de comunicação Sheila Faro e gestores escolares.

Visando lidar com as incertezas e preocupações de pais e responsáveis dos estudantes da rede municipal de ensino, bem como de funcionários públicos, devido ameaças de supostos ataques à segurança de algumas escolas do município, e a onda de insegurança que tomou conta do país desde o ataque terrorista a uma escola de Blumenau-SC na última semana, a prefeita Josemira Gadelha criou um gabinete de crise para avaliar e definir um pacote de ações preventivas contra possíveis atos de violência nas instituições de ensino na cidade.

Na reunião, ficaram acertadas ações de segurança por parte do Governo Municipal e da Polícia Militar. A prefeitura aumentará o efetivo e o monitoramento de segurança na portaria das escolas. “Desde hoje (11), cada unidade de ensino contará com dois seguranças, inclusive nas escolas estaduais”, disse Josemira. Serão instalados portões com detectores de metais. Os muros das escolas vão receber kits de concertinas e o município revisará a necessidade de novos pontos de videomonitoramento nas unidades de ensino. As escolas já possuem câmeras ativas. As tratativas para aquisições de novos dispositivos de segurança estão em curso.

A prefeitura também reforçará a iluminação pública nas proximidades dos centros de ensino e planeja ampliar o acesso das famílias em vulnerabilidade socioeconômica aos programas sociais, como Cartão Moradia e Cartão Social. Junto às forças de segurança, desenvolverá protocolos entre professores e demais profissionais da educação para emergências. O município também ampliará o efetivo de psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais do Programa Saúde na Escola para acompanhar os estudantes.

A Polícia Militar visitará escolas e iniciará um programa de palestras com alunos, professores e diretores visando a desconstrução de ideias extremistas. Também estuda-se a ampliação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). E está em curso, as conversas com o Governo do Estado do Pará para a implantação do novo Batalhão da Polícia Militar em Canaã dos Carajás, que poderá aumentar o efetivo de segurança pública. Para denúncias, o cidadão deve entrar em contato com a Viatura da PM no número (94) 99154-6464.

“A Polícia Militar em Canaã tem intensificado as rondas escolares e desenvolvido um trabalho preventivo nas escolas com palestra. Estamos trabalhando e somando esforços com a prefeitura no sentido de evitar violências e atentados.”, afirmou o tenente.

Concluindo a reunião, a prefeita Josemira Gadelha se dirigiu à sociedade. Ela reiterou o compromisso com as famílias canaenses. “Estamos nesse grupo de trabalho porque queremos continuar cuidando das pessoas. As ameaças são motivo para incrementarmos nosso aparato de segurança e permanecermos em vigilância. A inteligência dos órgãos de segurança do estado, junto às polícias civil e militar, estão monitorando todo e qualquer movimento nas redes sociais. Com sobriedade e responsabilidade, nos unimos por cada criança canaense, cada criança brasileira. Já estão em curso as tratativas para as compras dos detectores de metais e vamos prestar contas de todo o progresso de aquisição dos demais dispositivos de segurança.”, afirmou.

Entenda o caso

No início da semana, prints de conversas numa rede social começaram a circular entre pais de alunos canaenses. Os diálogos continham incitações a ataques a escolas de Canaã. Segundo o setor de inteligência da Polícia Militar do Pará, não existem evidências de tramas concretas no município, sendo restritos aos comentários de internet. Este comportamento cresceu entre jovens de todo o país, após os ataques a uma escola de Blumenau, na última semana.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular